Os cursos de Zymler

Li hoje, na Folha:

“Órgãos públicos e entidades submetidos a fiscalização do TCU (Tribunal de Contas da União) pagaram ao menos R$ 228 mil ao presidente do tribunal, ministro Benjamin Zymler, por palestras e cursos de um ou dois dias entre 2008 e 2010”.

Zymler integra o Tribunal Contas da União desde 2001, quando tomou posse como ministro-substituto após ser indicado ao cargo pelo então presidente da República do Brasil, Fernando Henrique Cardoso, e prestar concurso (leia aqui). Nada contra às instituições que pagam cerca de R$ 20mil para receber conhecimento (ou instruções) do atual presidente do TCU – é claro que eu iria entender melhor se fosse algo do tipo “Saiba como Tirar Nota Máxima no karaokê” ou então “Faça o Melhor Bolo de Chocolate do Mundo”. Mas o que me integra MESMO é que, segundo a matéria da Folha, todas as empresas que contrataram o Zymler para as caríssimas são fiscalizada pelo TCU. E essa gente ainda diz que foi porque o ministro tem know-how inigualável. Acreditamos ou não?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s