Medo

Incêndio; sofrimento; morte dolorida; assalto; depressão; afogamento; perda; arrependimento; perda de tempo; insucesso; insuficiência; morte dos meus queridos; solidão; inconquistas; vontades não supridas. Fim da vida sem realizações; não ter ajudado o suficiente; não ser querida o suficiente; enterro vazio; não ter conhecido o que quero. Irresponsabilidade; erros irreparáveis; perceber que poderia ter sido mais feliz e que poderia ter usado meus dons para ajudar mais pessoas. Escolher o caminho errado; não poder fazer aquilo que gosto; não ter liberdade; dependência. Ir pro inferno, sem possibilidade de arrependimento; suicídio; portas que se fecham sem janelas aberta. Acidentes trágicos, amores não correspondidos, infelicidade daqueles que amo, ter um filho que não me ame. Desemprego, passar fome, passar vontades incontroláveis, guerras, desastres naturais, fim do mundo com sofrimento. Viver para sempre em São Paulo; não conseguir viajar o quanto desejo; altura.

Eu tenho medo.

Teoria (sem mais)

Ela acordou desejando mais. Muito mais, mas não podia e isso a deixava mal. Como fazer para esquecer?

Acordou desejando que tivesse sido diferente, não que não tivesse existido, mas que as circuntâncias fossem diferentes. Desejou intensamente, inclusive, que nada mais nela mesma fosse igual. E por quê? Porque não aguentava mais acordar do mesmo jeito, com a mesmo sorriso amarelado no rosto e, de certo, falso. Queria gritar, decepcionada e arrasada, que não podia suportar aquilo lá. Queria entender o porquê. E não entendia, não entedia porque não queria incomodar.

Tinha 27 anos, estava ainda em busca daquilo que se chamava felicidade. Mas, o que é felicidade? Desde cedo fora ensinada que deveria, que tinha obrigação, de ser feliz. E agora, quase 100% adulta, com família própria em formação, que percebeu: felicidade plena não existe. E essa cobrança social por “ser feliz” a deixa louca. Talvez seja por isso que alguns bons morrem antes: não aguentam suportam a busca da felicidade nunca alcançada, sendo infeliz diante de um mundo de comercial de margarinas (mesmo que tinha quase que tudo que a sociedade exigia). Não aguentam a realidade de descobrir que, não, você não será feliz 100% do tempo e que, de fato, a vida a sofrida.

Ao deparar-se com tal realidade, muitos enlouquecem completamente. Ela não queria isso para si mesma, contudo, lá estava. Quando desabafava com os amigos, eles diziam: do que está reclamando. Sua vida sem foi quase um conto de fadas… Mas não, não havia sido. Ela que sempre tentou fazer com que os outros acreditassem que assim fosse. Toda aquela energia armazenada nada mais era do que uma angustiante vontade de gritar, de se auto-sabotar, para poder assumir: “não, não estou bem e não sou auto-suficiente”. Ela se sentia, na realidade, sozinha.

Normaderm Tri-Activ: hidratante para pele oleosa

Estive ontem, 04/04, no evento do Normaderm Tri-Activ, da Vichy Brasil. O lançamento foi super bacana, já que contou com a palestra que esclareceu diversas dúvidas sobre o meu tipo de pele: a oleosa e com tendência a imperfeições.

Fiquei sabendo que 60% dos brasileiros tem tendência a pele oleosa, que pode ser relacionado a fatores hereditários, hormonais e locais. Essa última questão me chamou bastante atenção, pois eu particularmente não sabia que pessoas que vivem em países de temperaturas mais altas, no caso nós, brasileiras, têm maior tendência a ter pele com oleasidade (a relação é de que a cada 1ºC a mais de temperatura, a oleaosidade aumenta em 10%). E a oleaosidade se define pela atividade da glândula sebácea e não pela quantidade: quanto mais ativas são as glândulas, mais sebum ela produzem.

A pele oleosa tem algumas vantagens, como o retardamento do envelhecimento. Mas as desvantagens são inúmeras também: pele irregular e brilhante, propensão para o desenvolvimento de cravos, a maquiagem derrete com o dia… Mas nada me irrita mais do que a propensão ao desenvolvimento de espinhas. É extremamente difícil achar um hidratante, um tônico, um creme anti-idade, um protetor solar e uma base que não faça surgir uma bela de uma espinha horrível na cara.

Depois de muito tentar, achei algumas opções de gel de limpeza e tônico adstringente (assuntos para outro post) e, ontem, encontrei uma opção de hidratante: o Nomaderm Tri-Activ. Ele promete matificar a pele (uniformizar), reduzir imperfeições e garantir 24h de hidratação. Comecei a testar hoje para ver a eficácia do produto e já adorei o perfume e a textura do produto.

Vocês que acompanham este blog devem saber que beleza não é o assunto forte, contudo, como o Expresso é escrito por uma mulher, no caso eu, extremamente vaidosa e preocupada com a saúde, esse não é exatamente um assunto que foge do meu interesse. Até mesmo porque, quem der uma passadinha no meu banheiro vai notar que o que eu mais tenho são cremes, maquiagens e perfumes.

Aproveitando a ação, vou lançar a primeira promoção do blog! No dia 29 de abril, às 15h, acontecerá o sorteio do novíssimo produto da @VichyBrasil, o Normaderm Tri-Activ e de uma linda necessaire. Para participar, basta seguir o Twitter do blog @oexpressoblog e retuitar a frase: “O @oexpressoblog sorteará o novo  Normaderm Tri-Activ da @VichyBrasil. Dê RT, siga @oexpressoblog e concorra http://kingo.to/xFu+

Regras do sorteio:

  • Só serão considerados os RT com o link: http://kingo.to/xFu+
  • Se o sorteado não seguir o @oexpressoblog, estará automaticamente desclassificado (a conferência será feita logo após o sorteio
  • O sorteio será feito pelo site Sortei-me.com
  • O sorteio acontecerá no dia 29 de abril, às 15h.
  • O ganhador irá ser contatado por DM e divulgado neste post e no Twitter @oexpressoblog.
  • Promoção válida apenas para território nacional.

Participem e divulguem!

***

Aproveitando esse post, vou comentar de um assunto que é sim recorrente neste blog: comunicação. A estratégia de comunicação desenvolvida pela Vichy foi bastante interessante. A empresa resolveu lançar o produto apenas para os blogueiros, ao seja, nenhum jornalista foi convidado para participar do evento.

Para atrair a atenção das meninas, a empresa deu um treinamento bem esclarecedor sobre o assunto, apresentando as soluções da marca para este tipo de pele. Além de mimos, como uma bolachinha e um cupcake bem fofos, e o produto em si para cada uma testar e fazer uma ação no blog, nada foi oferecido em troca. Estavam presente 10 blogueiros.

Difíceis arcos-íris

Para ouvir, enquanto lê: From Above, Ben Folds + Nick Hornby

Ela só queria saber do que são feitos os arcos-íris. Saber não, aprender, vai que ela consegue produzir um apenas seu? E andou pela vida, desde muito jovem, tentando alcançar o que estipulou.

Certo dia, encontrou um rapaz que disse a ela: “posso te contar do que são feitos os arcos-íris”. Ela, contente, acreditou piamente e deixou-se aprender. Aprendeu que eles são feitos de cores “VLAVAAV, vermelho, laranja, amarelo, anis, azul e violeta”. Ela, esperançosa, foi então reunir cores.

Depois de muito custo, e muito tempo, reuniu todas as 7 cores em um lugar só. A mais difícil de achar foi o vermelho, que se escondia em meio a roseiras espinhosas e agressivas. A mais fácil, certamente, foi a verde que acompanhava laranja em um lugar além da cidade.

Contudo, o único arco-íris que conseguiu construir foi um desenho desconexo, sem sentido. Fora enganada por um certo alguém que garantiu que arco-íris eram feitos de cores. Pensou no tempo que perdeu, no mundo que deixou para trás em busca de ingredientes sem sentido e de conselhos que não passavam de uma brincadeira de mal gosto de um homem sem coração. Desesperou-se, esperneou e dormiu a chorar, para esquecer do que acontecerá.

Acordou depois de alguns anos, sem vontade de voltar a aprender sobre  a materialidade dos arcos-íris. Até o dia que, nessas andanças sem sentido, encontrou um outro alguém que também desejava, desde cedo, descobrir do que são feito os arcos-íris. Contagiada pela paixão e esperança dele, garantiu ajudá-lo na procura. E foi, perguntando, pesquisando, errando e aprendendo.

Ela desconfia que arcos-íris formam-se a partir da água, mas não sabe direito como. Também não ousa discutir isso com  ninguém, acha um pouco de loucura pensar que algo que se forma no ar possa ser feito de água. De qualquer forma, está em uma busca acirrada, desta vez acompanhada.

Se achará a resposta ou não, não sabe. Ela crê que, para descobrir, precisa andar mais um pouco a conversar com pessoas de amenidades. Mas, talvez assim consiga pistas.

No espelho: Nativa Spa

xampu

Condicionador Nativa SpaA minha busca de xampus e condicionares decentes para restauração dos cabelos vem de longa data. Já testei inúmeros que tiveram resultados insatisfatórios. Até que, na volta de uma viagem, minha mãe me deu de presente o xampu e condicionar para restauração dos fios da linha Nativa Spa, de O Boticário. Estou usando há dois meses e, pasmem: esse realmente funciona!

Como eu já disse, meus cabelos são danificados pelo vento e sol, pelos elásticos de cabelo e por serem muito compridos. Eles viviam cheios de pontas triplas, quebrados, desidratados e com frizz. Com o uso frequente destes produtos, consegui diminuir todos os problemas – o único que não me satisfez foi a redução de pontas duplas (acho que a única solução será cortar mesmo).

Resultados comprovados, vamos falar do resto. O perfume é maravilhoso – de cereja, bem refrescante. Gostei tanto que voltei na loja e comprei o perfume da mesma linha. E a cor é linda, um vermelho vinho bem forte… Estou totalmente satisfeita. Quando os resultados pararem de aparecer, eu conto.

Ah, estou ansiosa para ter os produtos Milk, da O Boticário também. São fofos demais!

Serviço

Onde comprar: O Boticário

Preço: R$ 19,90 cada (O xampu tem 400 ml e o condicionador tem 250m); R$ 39,90 a deo colônia.

Cabelos: tratamento noturno Elsève

loreal noturnoEu tenho dois problemas naturais de quem pratica esporte outdoor: cabelos ressecados pelo sol e danificados pelo vento. E estou em busca quase desesperada para resolvê-los.

Há algumas semanas, quando estava entrando no Parque Ibirapuera para o treino de sábado, eu recebi duas amostras do creme para Elsève Tratamento Noturno Nutrição 10x, da L´Oréal. Fiquei curiosa e resolvi testar. Afinal, o creme promete exatamente o que eu preciso: maior nutrição. Além disso, eu segui o conselho do Din, meu cabeleireiro: “tudo que é da L´Oréal é bom!”

Descrição: o produto tem um aroma suave, que inicialmente não me agradou muito – achei que lembrava plástico. Apesar disso, resolvi seguir com o tratamento. A textura é leve, parece um leave-in gel, um pouco mais aquoso (a cor a branca, um pouco transparente). O preço é de cerca de R$ 10 do Extra por um frasce de 150ml – o que vale muito a pena, pois só é preciso usar um pouquinho para sentir o efeito.

Como usar: Eu uso o produto de 2 a 3 vezes por semana, sempre quando irei lavar o cabelo no dia seguinte. Aplico bem pouco, apenas nas pontas, antes de deitar e com os cabelos secos.

Resultado: Senti que meu cabelo ficou, de fato, mais maleável, macio e com brilho. Gostaria que o efeito fosse maior, mas, nas últimas semanas, tenho ouvido sempre as pessoas comentarem: “Nossa , como o seu cabelo está bonito!”. Ou seja, o produto deve fazer bastante diferença!

Nota: 9, o preço é ótimo, o uso é econômico e o resultado é excelente e dentro da proposta do produto. Recomendadíssimo!

Pele de corredora

Faço esporte outdoor – corro, pelo menos, 2 vezes por semana e ando de bike uma vez. Durante o final de semana, o horário que uso para a prática de esportes ao ar livre é o pior possível: entre 10h00 e 12h00. Ou seja, quando o tempo permite, entro em contato com o sol ao menos duas vezes por semana em horários perigosos. Isso modificou meu cabelo e pele, que passaram de oleosos a secos, e acarretou alguns problemas imediatos e futuros. Vou começar a relatar algumas experiências que tenho feito durante o treinos na busca de resolver os problemas de pele e cabelo que me surgiram.

Grande exposição ao sol – Rosto

mantecorp-episol-water-gel-fps-30-protetor-solar327Comecei a passar protetor para evitar as marcas horrorosas da roupa e óculos e a vermelhidão que ficava na pele depois da corrida. Para as marcas, não adiantou – tenho um short e um top permanente no meu corpo (risos) e cara de guaxinim. Mas o vermelho camarão ardido passou.

Depois, estava vendo o capítulo de Grey´s Anatomy em que a Izzy descobre o câncer de pele (sim, a TV também ensina). Um das falas que mais me chamou a atenção tem a ver com esquecer-se de passar o protetor solar nas vezes que a mãe insistia. E que corredora nunca se esqueceu de passar protetor antes de dar as passadas? O problema é quando se torna uma constante. Então, aquela manchinha inofensiva pode se transformar em macha horrorosa e, então, o câncer de pele.

Pensando nisso tudo, procuro nunca esquecer o protetor. Uso dois: um para o rosto e um para o corpo. Para o rosto, minha dermatologista recomendou o Episol Gel fds 30, da Mantecorp. O motivo é que eu estava fazendo tratamento para acne e esse não afetaria minha pele já sensível. Usei durante um ano e é muito bom no começo. Depois de um ano, por vir em uma embalagem em muita quantidade, o produto acabou por alterar a composição e causar alguns problemas: gel pareceu ficar com mais álcool, o que fez a minha pele ficar bem seca e um pouco vermelha da irritação – principalmente depois da exposição ao sol; nos locais onde havia alguma sensibilidade ou ferinha, o produto ardia bastante; e aonde não espelhava tão bem formava uma película fina branca que parecia pele descascada, o que me irritava um pouco.

Isto constatado, fui a farmácia e achei o Episol Water Gel fds 30. Descobri que este é melhor ainda. A textura é bem menos oleosa e não tem álcool. Então, a aplicação é mais agradável, não arde ou deixa a pele vermelha depois da exposição. Detalhe importante: os óculos de sol não ficaram tão marcados como o outro – o que vai me fazer perder a cara de guaxinim… RS.

Serviço: eu paguei R$ 60 no Epison Water Gel fds 30 da Mantecorp na Drogaria São Paulo.